Ocorreu um erro neste gadget
jonasbanhosap@gmail.com (96) 8129 1837 - Macapá/AP (91) 8312 8015 - Belém/PA (61) 3208 5555 - Brasília/DF

Projeto Mochileiro Tuxaua Cultura Viva

2. O PROJETO
2.1. Nome do projeto: Mochileiro Tuxaua Cultura Viva – Do Oiapoque ao Chuí!!!

2.2. Descreva o histórico e a relevância da sua atuação junto ao programa Cultura Viva:

Há 24 (vinte e quatro) meses divulgamos o programa Cultura Viva em comunidades ribeirinhas/tradicionais e da periferia da Amazônia amapaense e paraense incentivando as comunidades a se organizarem e buscarem, por elas próprias, as políticas públicas culturais que desejarem, dentre as existentes dentro do Governo Federal(Ministério da Cultura, Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ministério do Meio Ambiente).

Nesse período, conseguimos atrair algumas políticas públicas de educação e cultura para as comunidades, além da montagem das bibliotecas comunitárias BArca das Letras (de iniciativa própria) tais como: um Ponto de Leitura para a comunidade Ilha de Santana (município de Santana/AP); um Cine Mais Cultura para a comunidade ribeirinha de Pedra Preta (município de Serra do Navio/AP); inscrição de três mestres da cultura popular (músico da floresta/AP, erveira/PA e benzedeira/AP) no concurso Mestres da Cultura Popular/2009 (desclassificados); 30 (trinta) bibliotecas rurais Arca das Letras (Ministério do Desenvolvimento Agrário); articulação de 23(vinte e três) telecentros junto ao Programa Territórios Digitais (Ministério do Desenvolvimento Agrário e Ministério das Comunicações); mostra de cinema Tela Verde (Ministério do Meio Ambiente); Mostra Internacional de Cinema Animado para a comunidade ribeirinha de Carmo do Macacoari (município de Itaubal/AP); organização do Curso para Educadores Populares, em parceria com o Instituto Paulo Freire(Macapá/AP); articulação para participação de ribeirinho em Curso de Formação no SISCONV (Belém/PA); participação de ribeirinhos na 8ª Oficina de Inclusão Digital/2009 (parceria com Ministério do Desenvolvimento Agrário); Delegado na Pré-Conferência Setorial de Cultura (livro, leitura e literatura); Observador na Conferência Nacional de Comunicação e na Conferência Nacional de Cultura.
2.3. Qual o objetivo geral do projeto:

Interligar Pontos de Cultura de comunidades ribeirinhas/tradicionais do Oiapoque ao Chuí.

Qual o objetivo específico do projeto:

Estimular a troca solidária de saberes entre Pontos de Cultura, conveniados ou não, de Norte a Sul do país, interligando-os e fazendo circular, entre eles, os fazeres, dizeres, cheiros & sabores das comunidades ribeirinhas/tradicionais de todas as regiões do Brasil, visando a inserção de novos atores no Programa Cultura Viva, bem como o aprofundamento do envolvimento dos que já fazem parte.
2.4. Por que esse projeto precisa ser realizado? Justifique.

Este projeto precisa ser realizado porque as comunidades ribeirinhas/tradicionais brasileiras precisam, urgentemente, ser des-silenciadas, a fim de que se ofereça aos verdadeiros cuidadores da natureza (floresta amazônica, praias e rios nordestinos, mata atlântica, cerrado, pantanal, serras gaúchas) a visibilidade pública necessária para alavancar a melhoria de suas qualidades de vida, sobretudo por meio do Cultura Viva. E assim, fortalecer essas comunidades que vivem, em sua grande maioria, em perfeita harmonia com a natureza, dentro de Unidades de Conservação da Natureza ou em seu entorno, verdadeiros santuários ecológicos, sob constante opressão de seus opressores(mineradoras, pecuaristas, madereiras, agronegócio, caçadores/pescadores predatórios, hidrelétricas, barragens, turismo sexual, especulação imobiliária), frente à ausência histórica do Estado brasileiro (políticas públicas básicas).

2.5. Qual é a proposta de continuidade da atuação do proponente?

Promoção de SARAUS CULTURAIS durante os meses de aplicação do projeto em 16 (dezesseis) comunidades ribeirinhas/tradicionais e/ou da periferia das cinco regiões brasileiras, a fim de estimular essas comunidades para montagem de mais equipamentos culturais, incentivar a leitura de mundo, a interligação em rede dos Pontos de Cultura visitados e a participação em mais editais do Programa Mais Cultura.
2.6. Qual o público alvo que o projeto pretende articular e mobilizar ?

Crianças, adolescentes, jovens e mestres da cultura popular moradores de comunidades ribeirinhas, tradicionais, povos indígenas, quilombolas, ciganos, povos de terreiro, irmandades de negros, agricultores tradicionais, pescadores artesanais, caiçaras, faxinais, pomeranos, pantaneiros, quebradeiras de coco-de-babaçu, marisqueiras, caranguejeiras,agroextrativistas, seringueiros, sertanejos, geraizeros, fundos de pasto ou dentre outros grupos.

2.7. Qual é a inovação que este projeto apresenta do ponto de vista estético, metodológico, tecnológico, educacional, de sustentabilidade, dentre outros ?

A inovação está na comunicação popular e no uso da metodologia Paulo Freire em nossas ações. Por meio da inovadora Rádi@ Comunitári@ Móvel NossaCas@ Amazôni@, feita num megafone, própria para a realidade de nossas comunidades ribeirinhas/tradicionais, excluídas dos meios de comunicação mais básicos como telefone público, Correios e internet e, principalmente, de energia elétrica 24 horas. Ademais, por meio de atividades lúdicas envolvemos a comunidade e quebramos a inibição habitual/natural de nossas comunidades isoladas, facilitando o diálogo e o processo de mobilização e engajamento.

Também utilizaremos nosso programa semanal na Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, toda quinta-feira, das 18h/19h, para mostrar a cultura diversa existente nas comunidades ribeirinhas/tradicionais visitadas, integrando o campo à cidade por meio da cultura, contribuindo assim para o resgate, preservação e divulgação da cultura popular e, por conseguinte, do programa Mais Cultura.
2.8. Como será a interação do proponente com a rede do programa Cultura Viva ?

A interação com o programa se dará de forma constante, por meio da internet e pessoalmente em Brasília e encontros regionais/nacionais, a fim de que possamos dar publicidade às comunidades da existência e importância do Programa Cultura Viva para cada comunidade ribeirinha/tradicional. Com estes recursos, garantimos a participação na TEIA 2011.

2.9. Quais são os resultados esperados com a realização deste projeto:

- Semear a importância da leitura como fator de libertação;

- Maior divulgação e participação das comunidades ribeirinhas/tradicionais nos editais/prêmios/encontros do Programa Cultura Viva;

- Motivar as comunidades ribeirinhas/tradicionais para o engajamento em outros projetos e redes de cultura;

- Abrir um canal direto de comunicação entre os Pontos de Cultura visitados, a fim de possibilitar a constante troca de saberes a partir de então.
2.10. Esclareça quaisquer outros aspectos que julgar necessário para o entendimento deste projeto (apenas se houver):

Como produto final, cada Ponto de Cultura receberá uma biblioteca comunitária BArca das Letras (até 200 livros), a partir da qual, o Ponto de Cultura fará parte Rede de Bibliotecas Comunitárias Pororoca das Letras. E, também, a cada Ponto de Cultura será doado um megafone para estimular a leitura de mundo, dando início à formação da Rede de Comunicação Popular da NossaCasa Amazônia Brasil (Rádios Comunitárias Móveis)




3. CRONOGRAMA E PLANO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA
Mês Atividades Previstas Objetivos Recursos previstos (exemplo: remuneração, transporte, diárias e/ou outros)
1º ao


Sarau Cultural (roda de leitura, vídeos, brincadeiras, pequena oficina de comunicação popular e fotografia, poesia, música popular, contação de histórias pelos mestres da cultura popular, educação ambiental, divulgação editais do Mais Cultura e outros programas do Governo Federal);

Gravação de Programa para ser exibido na Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, no município de Macapá (no nosso programa NossaCasa Amazônia, toda 5ª feira, das 18h/19h), será disponibilizado na internet e compartilhado com as outras comunidades (Pontos de Cultura) que serão visitados e em eventos nacioanais/regionais.
Estimular a leitura de mundo, troca de saberes e a participação em editais do Ministério da Cultura (Mais Cultura) Remuneração, Cachê para mestres da cultura popular, Aquisição de máquina digital; Aquisição de megafone, Serviços de Transporte (locação veículo, táxi), Frete, Serviços Gráfico, Serviços de Divulgação, Manutenção de embarcação, Combustível, Correios, Xerox, Revelação de fotos, Tonner para impressora, Material de Consumo, Diárias para ajudantes, Alimentação, Hospedagem, Passagem aérea/terrestre/fluvial; Mensalidade programa semanal de Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, Telefone, Internet (modem), Aquisição de notebook.
5º Elaboração do Primeiro Relatório Prestar contas Remuneração, Transporte (locação, táxi), Manutenção de embarcação, Combustível, Correios, Xerox, Revelação de fotos, Tonner para impressora, Material de Consumo, Diárias para ajudantes, Alimentação, Hospedagem, Passagem aérea/terrestre/fluvial; Mensalidade programa semanal de Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, Telefone, Internet (modem).
6º ao 9º Sarau Cultural (roda de leitura, vídeos, brincadeiras, pequena oficina de comunicação popular e fotografia, poesia, música popular, contação de histórias pelos mestres da cultura popular, educação ambiental, divulgação editais do Mais Cultura e outros programas do Governo Federal);

Gravação de Programa para ser exibido na Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, no município de Macapá (no nosso programa NossaCasa Amazônia, toda 5ª feira, das 18h/’9h), será disponibilizado na internet e compartilhado com as outras comunidades (Pontos de Cultura) que serão visitados e em eventos nacioanais/regionais.
Estimular a leitura de mundo, troca de saberes e a participação em editais do Ministério da Cultura (Mais Cultura) Remuneração, Cachê para mestres da cultura popular, Aquisição de máquina digital; Aquisição de megafone, Serviços de Transporte (locação veículo, táxi), Frete, Serviços Gráfico, Serviços de Divulgação, Manutenção de embarcação, Combustível, Correios, Xerox, Revelação de fotos, Tonner para impressora, Material de Consumo, Diárias para ajudantes, Alimentação, Hospedagem, Passagem aérea/terrestre/fluvial; Mensalidade programa semanal de Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, Telefone, Internet (modem), Aquisição de notebook.
10º Elaboração do Segundo Relatório Prestar contas Remuneração, Transporte (locação, táxi), Manutenção de embarcação, Combustível, Correios, Xerox, Revelação de fotos, Tonner para impressora, Material de Consumo, Diárias para ajudantes, Alimentação, Hospedagem, Passagem aérea/terrestre/fluvial; Mensalidade programa semanal de Rádio Comunitária Novo Tempo 105.9 FM, Telefone, Internet (modem).





_____________________________________

Assinatura do proponente

Nome: Jonas dos Santos Banhos Junior